UFG e Inpe discutem parceria para impulsionar Cempa-Cerrado

UFG e Inpe discutem parceria para impulsionar Cempa-Cerrado

Objetivo é aumentar produção de dados do centro que monitora o clima e faz previsões ambientais.

A UFG recebeu a visita de diretores e pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), nesta segunda-feira (4/4). A comitiva visitou as instalações do Parque Tecnológico Samambaia e, em reunião na Reitoria, discutiu uma parceria para ampliar o trabalho do Centro de Excelência em Estudos, Monitoramento e Previsões Ambientais do Cerrado (Cempa-Cerrado).

O professor do Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa) e integrante do comitê gestor do Cempa, Laerte Guimarães,  fez uma apresentação sobre o Centro e destacou a importância de reunir academia, governo e entes privados na busca de soluções para o desenvolvimento sustentável. “Esse é um centro produtor de conhecimento e de dados que podem prover subsídios para as políticas públicas. Foi pensado para ser multi-institucional e multiusuário”, explicou.

O vice-reitor da UFG, Jesiel Carvalho, ressaltou as características do Cempa e a necessidade das parcerias para que atinja os objetivos. “Não é o Cempa da UFG, a ideia é criar uma estrutura de governança compartilhada e com regulamentação enxuta para que gere cada vez mais produtos”.

O diretor do Inpe, Clezio Marcos De Nardin, afirmou que o instituto tem interesse em realizar a parceria, mas para saber qual instrumento será usado no acordo vai realizar uma consultoria jurídica. “Agora eu preciso preparar uma apresentação e dizer: o que eu quero fazer em termos práticos? Dizendo isso, serei assessorado sobre qual o tipo de instrumento que eu tenho que usar e o primeiro passo será elaborar um plano de trabalho”.

Além da discussão sobre o Cempa, o coordenador-geral de Ciências da Terra do Inpe, Gilvan Sampaio, apontou que o órgão tem interesse em realizar ações com universidades para a formação de novos pesquisadores. “Para o tipo de formação que pretendemos, o ideal é que ela fosse iniciada ainda na graduação”, argumentou.

A reitora Angelita Pereira de Lima agradeceu ao Inpe pelo acolhimento das propostas de parceria e colocou a estrutura da UFG à disposição para trabalhos conjuntos. Entre os presentes no encontro também estiveram a pró-reitora de Pesquisa e Inovação, Helena Carasek, o coordenador-geral do Laboratório Multiusuário de Computação de Alto Desempenho (Lamcad), Herbert de Castro Georg, o gerente técnico e administrativo do Lamcad, Thiago Vasques, e os pesquisadores do Inpe que fazem parte do Cempa Karla Longo de Freitas e Saulo de Freitas.

Fuente: https://www.ufg.br

Más artículos de la Universidad

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Suscríbete al Grupo Tordesillas​

Introduce tu email y recibirás las novedades del Grupo Tordesillas mensualmente en tu correo electrónico.

Ir arriba