Alunos do curso de Oceanografia da UFPE recebem medalha de bronze na Olimpíada Brasileira do Oceano – UFPE

Uma equipe formada por quatro alunos do curso de graduação em Oceanografia da UFPE participou da primeira edição da Olimpíada Brasileira do Oceano (O2), realizada no ano passado e cujo resultado foi divulgado ontem (8) em uma live no YouTube. O projeto desenvolvido pelos alunos da UFPE recebeu medalha de ouro na etapa regional (Nordeste) e classificou-se assim para a etapa nacional da olimpíada. Nesta etapa, os projetos foram reavaliados por uma nova comissão e o trabalho desenvolvido pelos alunos do curso de Oceanografia recebeu medalha de bronze

A equipe da UFPE inscrita na olimpíada foi formada pelos alunos Emmanoel Antonio Almeida Cavalcanti, João Antonio Andrade de Souza, Marcello Soares Santos e Pedro Henrique Alves Maciel. Eles foram orientados pelo professor Gilvan Takeshi Yogui, do Departamento de Oceanografia. A equipe concorreu na modalidade “Projetos Socioambientais”, que recebeu 72 inscrições e contou com a participação de mais de 570 alunos de todo o Brasil.

O projeto desenvolvido pelos alunos da UFPE – intitulado “Oceanografia no dia a dia” – teve como objetivo a disseminação do conhecimento sobre o oceano junto a alunos do 2° ano do Ensino Médio na Erem Corsina Braga, localizada no município de Cachoeirinha, no Agreste pernambucano. Assim, alunos da rede pública do interior do Estado tiveram a oportunidade de compreender melhor a conexão entre o oceano e a humanidade, que existe até mesmo com as pessoas que moram distantes do litoral. Os produtos do projeto incluíram: (1) palestras presenciais na Erem Corsina Braga, (2) a elaboração de uma cartilha sobre a importância do oceano para a sociedade e (3) a criação de perfis nas redes sociais para publicação de conteúdos sobre o oceano sua relação com o dia a dia das pessoas. Vale a pena conferir os vídeos postados pelos alunos no TikTok. 

A Olimpíada Brasileira do Oceano (O2) é um projeto educacional para a promoção da cultura oceânica, ou seja, a compreensão do papel do oceano em nossas vidas, bem como a influência de nossas ações sobre o oceano. Ela é organizada pelo Maré de Ciência, uma proposta inovadora de difusão científica e engajamento para fortalecer a interface entre ciência, políticas públicas e sociedade. Esse projeto é uma realização da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e conta com diversas parcerias e apoios, incluindo MCTI, CNPq, British Council, Newton Fund e Unesco. A iniciativa alinha-se com a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030) e com ações para atingir as metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

A primeira edição da olimpíada contou com as seguintes modalidades: (1) prova de conhecimento, (2) projetos socioambientais e (3) produções artísticas, culturais e/ou tecnológicas. No total, mais de 3.300 alunos desde a educação básica até o Ensino Superior participaram da edição 2021 da Olimpíada Brasileira do Oceano. O edital e regulamento da edição 2022 foi divulgado ontem (8) e pode ser baixado aqui. As inscrições on-line começam no dia 1° de maio e devem ser feitas por um educador responsável pelos alunos participantes.

Fonte: https://www.ufpe.br

Más artículos de la Universidad

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suscríbete al Grupo Tordesillas​

Introduce tu email y recibirás las novedades del Grupo Tordesillas mensualmente en tu correo electrónico.

Scroll to Top